Swift

Os lugares do abjeto e literatura



Foi publicado recentemente pela editora da Ufpel o livro O Lugar do abjeto, do perverso e do animal na historiografia e no cânone literário organizado por Rosana Cristina Zanelatto Santos e Andre Rezende Benatti que reúne diferentes pesquisadores no escopo do projeto " Historiografia e Cânone: o perverso, o abjeto, a animal, coordenado" [e também não integrantes] em obra que revela que "O texto literário é um/o espaço privilegiado para embates/debates/combates cujas temáticas expõem o/ao leitor a perversão, a abjeção e a animalidade, despertando, por vezes, celeumas repletas de animosidade."

No todo são nove artigos que perpassam com olhares críticos, por vezes tensos "como que uma vontade de luto" debatendo a abjeção, a perversão e a animalidade, não ignorando tudo isso e suas relações com o poder e seus mecanismos de opressão. Participo nesta obra em texto em coautoria com o Prof. Dr. João Luis Pereira Ourique em que discutimos a representação distópica dos usos dos mecanismos de reprodutibilidade da "arte" em que o poder e os ideais totalitários acabam controlando tais mecanismos. No texto, leituras de romances canônicos do gênero, como 1984, de George Orwell, Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley e Fahrenheit 451, de Ray Bradbury são analisados a partir de textos como A reprodutibilidade técnica da obra de arte, de Walter Benjamin e Indústria Cultural, de Adorno.

Nessa dinâmica bastante heterogênea do material abordado, o livro reúne textos que partem desde a uma discussão etimológica da palavra abjeto a análises como a "rapsódia de sangue" de Luiz Brás. Entre os autores pesquisados, obras de Roberto Bolaño, Marcelino Freire, Juan Pablo Villalobos, Caio Fernando Abreu, somados a um artigo que trabalha "o eu diante do espelho" e ainda um artigo que trata de "tortura e trauma" e o verdadeiro "memoricídio" praticado no Brasil cuja prática recorrente parece ser jogar para sob os tapetes da história nossos piores - e abjetos - comportamentos enquanto sociedade.

O livro que "contou com o apoio financeiro [para publicação] da FUNDECT-MS, por meio da Chamada n. 10/2015 – Edital Universal, contrato sob n. 150/2016" pode ser baixado gratuitamente neste endereço.




Outros Posts interessantes

0 comentários

Flickr Images