Swift

Fuja de pessoas com uma "missão"



A missão de Cabral, a bem da verdade - ou não - era ir às Índias, mas tão logo por cá parou, viu-se diante a maior missão de todas, civilizar toda aquela gente nua e com suas vergonhas a mostra, aos bons modos europeus.

Missões, aliás, literalmente é como chamavam o projeto dos Jesuítas que por cá levantaram vilas, igrejas e escolas, com a missão de não só alfabetizar os índios, mas também obrigá-los a esquecerem de seus deuses e suas culturas. Missão essa que cobrou um tantão de sangue, os índios desapareceram...

Já os Estados Unidos - Imperialistas - da América volta e meia se arvora em e missões humanitárias intervindo em países, para segundo eles, levar a democracia a todo o mundo. Curioso, porém, coitados, sofrem de certa bipolaridade, pois quando de interesse, não refutam a missão de transformar democracias em ditaduras, né não, Sessenta e Quatro?

Hitler, aquele do bigodinho, era outro imbuído de sua missão pessoal, resgatar a soberania e a força dos arianos num Reich que perduraria por mil anos. Este, aliás, era dos bastante comprometido com sua missão.

O Estado Islâmico, pois esse grupo também não podia agir diferente. Sua flâmula negra reflete a missão  de levar a guerra santa ao mundo, e enfim vingar o oriente. Aliás, é tipo o contrário da missão das Cruzadas, lembra?

Pelo mundo, basta olhar pelos jornais e veremos um bocado de gente em apaixonadas missões. Não raro conflitantes uma com as outras. E assim espalham-se grupos ou mesmo personas, carregadas cada quais com suas próprias missões. Às vezes uns são chamados de terroristas, às vezes de heróis. Depende de quem os olha...

Por isso o que resta de conscientes nesse mundo, bem sabem, é preciso fugir daquelas pessoas que se apresentam como portadoras de uma missão.   

Outros Posts interessantes

0 comentários

Flickr Images